Bom dia gente! Hoje estreando mais um post aqui no blog da Convenção de Romances de Época! Agora, com a participação de blogueiras que amamos e que amam romances de época! Para estrear a coluna, nós convidamos a fofa da Layane Almeida, do blog De Tudo um pouquinho.

 

Olá pessoal, tudo bem?

Eu sou a Layane do blog De Tudo um Pouquinho (www.detudoumpouquinho.com) e, a convite da Elimar, hoje vim aqui falar da minha relação com os romances de época.

Eu leio diversos gêneros literários, mas certamente desde que conheci os romances de época, eles figuram entre os meus livros favoritos, mas ao contrário do que muitos possam imaginar, eu comecei a ler romances de época há pouco tempo.

O primeiro livro do gênero que li foi O Duque e Eu, da maravilhosa Julia Quinn, publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Desde que fui apresentada à escrita da Julia, seus personagens e o enredo que envolve um romance de época, fiquei simplesmente apaixonada. Mocinhas que “deveriam ser recadas” em virtude da época e sociedade em que vivem, duques, condes, viscondes, cavalheiros canalhas, decididos a não se comprometerem e viverem uma vida de libertinos que se apaixonam perdidamente por essas mocinhas, ou solteironas, kkkk.

Quanto mais a mocinha é determinada e diferente do que a sociedade exige dela, normalmente são essas personagens que mais me agradam, gosto disso e se além de tudo ela ainda for considerada uma solteirona, melhor ainda, significa que já não se importa tanto com o que esperam dela, pensa mais em ser feliz, independente do que pensem dela. Quanto aos cavalheiros, quanto mais canalha melhor, porque fico realmente torcendo para ver as protagonistas dobrarem eles direitinho, kkk, são os melhores para mim!

Depois de O Duque e Eu, sempre que vejo um romance de época corro logo para garantir um para ler e foi assim que conheci outras autoras e assim, já li as seguintes autoras:Madeline Hunter, Lisa Kleypas, Patricia Cabot, Mary Balogh, Loretta Chase, Sara MacLean, Tessa Dare e Georgette Heyer .

Recentemente também tive o privilégio de ler livros de autoras nacionais desse gênero e amei demais, para quem tem qualquer tipo de receio em ler livros nacionais (sim, ainda vivemos isso) eu digo, elas não deixam nem um pouco a desejar em comparação às autoras estrangeiras.

A Lucy Vargas lançou O Refúgio do Marquês, da série Os Preston, pela Editora Charme (e já estou com o segundo livro aqui em casa para ler \o/);

Roxane Norris publicou O Misterioso Conde de Rothesay, da série As Irmãs Reims pela Qualis (e já estou ansiosa pelos outros livros);

E  Marina Carvalho, já conhecida pela sua série Simplesmente Ana, chegou com tudo nesse gênero com O Amor nos Tempos do Ouro, nos apresentando uma história ambientada no Brasil, fugindo do que estamos acostumados a ler no gênero, que quase sempre se passam na Inglaterra do século XVIII.

Nesse perfil de apresentar outra época, a Universo dos Livros trouxe a série Montgomery & Armstrong  da Maya Banks e Um Amor Para Lady Johanna da Julie Garwood.

Eu, como boa apaixonada pelo gênero, estou cada vez mais feliz com esse boom dos romances de época, tantas editoras publicando, buscando autoras e séries para trazer para o Brasil e assim, agora temos Arqueiro, Record, Gutenberg, Universo dos Livros, Qualis, Charme, Globo Livros, HaperCollins nos deliciando com esses livros.

Agora é esperar para conferir os próximos lançamentos do gênero de todas essas editoras e ter um ano recheado de muito romance de época.